Na sequência de uma RFP (Request For Proposal) lançada para o mercado pela Oi, a Link Brasil – filial brasileira da Link – foi selecionada como prestadora de serviços de Fábrica de Testes para os Sistemas Estruturantes.

A operadora brasileira de Telecomunicações Oi segmenta os seus sistemas de suporte ao negocio (BSS) em dois grupos: Sistemas Legados e Sistemas Estruturantes (não se depreenda nenhum juízo de valor sobre os ditos, mas apenas uma classificação baseada na maturidade e fase do ciclo de vida dos sistemas/aplicações). 

Desde então, a Link estabeleceu uma estrutura no Rio de Janeiro, contando atualmente com um grupo de colaboradores dedicados exclusivamente ao atendimento de primeira linha desta fábrica. Em paralelo, concluiu a instalação de uma linha dedicada de transmissão de dados que interliga a rede corporativa da Oi com as instalações da Fábrica de Testes da Link Brasil, em São Paulo.

Esta Fábrica possui atualmente uma capacidade para 200 posições para atender a prestando serviços de testes aos vários clientes da Link. 

Com a ligação de dados então estabelecida, passou a ser possível a execução de casos de teste da Oi (situada no Rio de Janeiro) a partir da Fábrica da Link situada em São Paulo.

Na sequência de outra RFP, a Link Brasil voltou a ser escolhida pela Oi, desta vez para a prestação de serviços de Fábrica de Testes para os Sistemas Legados.

A Link Brasil passa a fornecer serviços de Fábrica de Testes dos sistemas Legados da Oi

Trata-se de uma inequívoca demonstração da satisfação que a Oi tem vindo a sentir relativamente à qualidade dos serviços prestados pela Link Brasil, ao mesmo tempo que se posiciona como mais um dos desafios a que as empresas da marca Link estão acostumadas a enfrentar.

Nesta nova Fabrica de Testes, a Link Brasil terá como responsabilidade assegurar a qualidade do Software de 14 Grupos de Sistemas, com um total de 40 sistemas, entre os quais se encontram arquiteturas Mainframe, e sistemas aplicacionais SAP.