Fábrica de Testes

O que é?

A fábrica de testes é um modelo de prestação de serviços de testes inovador que confere aos seus clientes maior flexibilidade na flutuação dos picos de testes, maior visibilidade sobre o ciclo de vida dos testes através de uma ferramenta de gestão da fábrica, e que permite reduzir custos através de um modelo de negócio em que o cliente apenas é cobrado pelos testes efetivamente executados.
De forma abreviada a prestação de serviços de testes em regime de fábrica caracteriza-se pelas seguintes características:

  • Modelo de negócio “Fixed Price” baseado no nº de casos de testes por oposição ao modelo de “Time&Materials” utilizado no outsourcing tradicional.
  • Estimativa /cotação prévia dos pedidos de testes formalizados à fábrica – Risco transferido para o lado da fábrica.
  • Transparência no processo assegurada por uma ferramenta de gestão da fábrica que sustenta toda a comunicação cliente <-> Fábrica.
  • Contratação assente em SLA:
    • Ex: Metas de execução, Defeitos em produção, Nº de falsos positivos

 

O Modelo de operação?

  • Os serviços da fábrica são prestados tendencialmente em regime off-site fora das instalações do cliente.
  • Os líderes de testes e os testers estão fisicamente nas instalações da Fábrica, e acedem aos ambientes de testes através de um canal de comunicação que será estabelecido entre as instalações da Fábrica e as instalações dos clientes.
  • Os clientes interagem com a Fábrica essencialmente através da ferramenta de gestão de fábrica onde será gerido todo o ciclo de vida dos pedidos de testes formalizados à Fábrica (demandas).
  • Os coordenadores das diversas frentes de testes da Fábrica serão os elementos responsáveis pelo contato com o cliente, e passarão o tempo que se julgue necessário nas instalações dos clientes, de modo a agilizar todo o processo de comunicação entre a Fábrica e os clientes.

 

Organização

  • A Fábrica de testes encontra-se organizada em frentes de atendimento. Cada frente de atendimento é responsável por testar um sistema ou um conjunto de sistemas.
  • coordenador é o responsável pela sua frente de atendimento e é o ponto de contacto com os clientes. O líder de testes é responsável pela gestão da sua pool de testers e respetivas tarefas.
  • As frentes de atendimento estão organizadas segundo um critério de especialização tecnológica ou funcional. Para além das frentes ditas horizontais a Fábrica possui ainda um conjunto de frentes verticais, responsáveis pela execução de testes não funcionais (carga e segurança), pelo acompanhamento de testes em metodologias agile e por iniciativas de automação de testes, que complementam as frentes horizontais.
  • Existe ainda um núcleo responsável pelas atividades relacionadas com a gestão da Fábrica, e um comité especial (centro de excelência) que se encarrega das ações de melhoria contínua dos processos da fábrica e das ações de formação.

 

Modelo de negócio

  • O cliente estabelece com a Fábrica um baseline de capacidade (tipicamente conservadora) sendo a Fábrica capaz de absorver uma procura até mais 15%.
  • Todos os pedidos de testes submetidos à Fábrica (demandas) são sujeitos a uma estimativa do nº de casos de testes a executar, o que permite prever antecipadamente a capacidade necessária para a sua execução e eventuais ajustes ao baseline.
  • Os baselines são ajustados mês a mês em até 30% (para mais ou para menos) em função da demanda prevista;
  • São produzidos relatórios semanais de alocação da capacidade, com forecast do mês atual e meses seguintes;
  • Reuniões semanais com os coordenadores de testes do cliente:
    • Identificação de solicitações “fora do radar”;
    • Confirmação das solicitações previstas;
    • Ajustes ao planeamento tendo em vista a capacidade disponível;
  • Flexibilidade para cenários “fora de controle”:
    • Trabalho fora do regime normal (prolongamento de horário, feriados e fins de semana)
    • Regras estabelecidas mediante acordo com o cliente

 

Deliverables da Fábrica

  • Reports diários de execução: A Fábrica produz diariamente um conjunto reportes que retratam a evolução da execução dos testes e destacam os principais pontos de atenção, riscos e defeitos bloqueantes.
  • Indicadores de qualidade: A Fábrica disponibiliza periodicamente um conjunto de indicadores (Ex: Tempo médio (dias) para resolução de defeitos, Densidade de defeitos (defeitos/casos de teste)), que permitem aferir a maturidade dos sistemas testados no que diz respeito à qualidade.
  • Planos de testes, log das execuções e defeitos devidamente cadastrados nas ferramentas de gestão de testes.

 

Níveis de serviço

A contratação dos serviços da Fábrica assenta em níveis de serviço. Por omissão a fábrica propõe quatro níveis de serviço standard aos seus clientes, sem prejuízo que venham a ser estabelecidos outros sugeridos pelo cliente.

WordPress Theme built by Shufflehound. Privacy Policy   |   © 2021, Link Consulting SA